Widget Image
Duis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vul esse molestie consequat vel illum veridolore eu fer feugiat eorum claritatem nulla...
Hirtenstraße 19, 10178 Berlin, Germany +49 30 24041420
support@select-themes.com
Links
Follow Us
Image Alt

Conheça os tipos de Esquadrias mais utilizados

   Esquadrias de Alumínio    Conheça os tipos de Esquadrias mais utilizados

Conheça os tipos de Esquadrias mais utilizados

Você sabe quais os tipos de esquadrias existem e quais são os modelos mais utilizados? Costumamos chamar de esquadria todas as janelas, portas, portões, venezianas e demais revestimentos desta natureza em uma obra.  Elas estão na listas do itens importantes de um projeto, variando entre 9 a 18% do custo total de uma construção de alto padrão.

Existe uma infinidade de tipos de esquadrias no mercado. É um passo muito importante escolher corretamente, não apenas por questões estéticas, mas também por desempenho. Confira a seguir as tipologias mais utilizadas em ambientes residenciais e/ou comerciais:

“De Abrir”: este é um dos modelos clássicos, também conhecido como “De Giro”. Uma folha ou mais se abre, girando sobre dobradiças ou pivô (no caso das portas pivotantes, por exemplo) para fora ou para dentro do ambiente.

“De correr”: muito comuns, são as janelas e portas que correm lateralmente a partir de um trilho no chão ou no teto (apoiadas ou penduradas). Podem ser fabricadas com 2, 3, 4 e 6 folhas e também tem a opção de além de vidro, as folhas serem também de tela mosquiteira, persiana integrada ou veneziana.

Maxim-Ar: muito comum em banheiros, é a janela que se abre de forma similar à basculante, mas toda sua folha se projeta para fora do ambiente, podendo chegar a uma abertura de quase 90 graus. Ela pode parar em qualquer ponto de sua abertura, graças ao uso de uma corrediça especial de mesmo nome em suas laterais, ao invés do pivô da janela basculante.

Basculante: a janela basculante (também existem os portões basculantes de garagem, muito comuns) é aquela que abre graças a pivôs localizado em suas laterais. Quando a báscula abre, parte da janela se projeta para fora e parte para dentro do ambiente. As clássicas janelas que se fecham quando se solta uma corrente presa à parede (geralmente usada em lugares altos) é um bom exemplo de janela basculante com pivô excêntrico (que não fica bem no meio da janela). O uso de cortinas fica prejudicado por esse tipo de esquadria, pois parte dela se projeta para dentro do ambiente, batendo no tecido.

Open chat
Chame no Whatsapp
Powered by